Páginas Sobre

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Paradoxo do Pinoquio

Amo resolver paradoxos, são estimulantes naturais a cognição e a reflexão intelectual, os temporais são os prediletos, mas todos eles, sendo lógicos me criam vigor no refletir, e creio que todos paradoxos verdadeiros, que mesmo classifiquei no livro 'Ecce Libro' podem ser resolvidos com filosofia. Poucos não vi uma solução que mesmo eu criei, e mesmo alguns paradoxos que mesmo eu igualmente concebi apenas a fim de imaginar uma resposta e resolução (meus livros do 'Universo Diamante' está repleto desses exercicios). Recentemente encontrei PARADOXO DO PINÓQUIO, conforme colocado na página do facebook 'Fatos desconhecidos' segue abaixo:

O Paradoxo do Pinóquio é o resultado gerado por um conflito de lógica baseado na famosa história infantil do boneco Pinóquio, cujo nariz crescia sempre que o mesmo contava uma mentira.
Esse conflito se ilustra imaginando o Pinóquio dizendo a frase: "MEU NARIZ VAI CRESCER AGORA."
Neste caso, duas hipóteses, igualmente válidas poderiam acontecer:

- O nariz de Pinóquio não cresce. Então ele disse uma mentira, portanto, o nariz deve crescer;
- O nariz de Pinóquio cresce. Então ele disse uma verdade, portanto, o nariz dele não tinha motivo para ter crescido.

Em ambos os casos, seria gerada uma contradição, pois, se o nariz cresce, ele não deveria ter crescido e, se não cresce, deveria ter crescido. Alguém consegue resolver isso?

Pois tenho uma posição pra isto. A proposição colocada concluí que ele não está mentindo nem falando a verdade uma vez que ainda não aconteceu, mas ele diz que 'vai acontecer', a certeza pode soar como uma convicção afirmativa podendo apenas posteriormente se confirmar como mentira ou verdade. A verdade é pertinente a fatos ocorridos, não que podem ocorrer ou não ocorrer um preceito típico da incerteza de Heinsenberg. Não apelemos a falacias, mas há paradoxos semelhantes como da oniciência e onipotência de Deus (Ele pode tudo até mesmo criar uma pedra mais pesado do que ele consiga carregar). Mas talvez podemos quantificar mais tal proposição na filosofia quântica uma vez que ambos os casos poderiam ocorrer simultaneamente numa composição de variável até mesmo temporal mesclada. Mas substancialmente resumindo a proposição é uma ficção e assim todos os seus resultados são igualmente fictícios. O nariz do pinoquio não cresce, pois pinoquio não existe. Resolvido.

Um comentário: