Páginas Sobre

sábado, 14 de outubro de 2017

O Viéis de Minha escrita

O que move minha escrita, no entanto, não apenas é a busca pelo original, ou por verdades, mas por críticas e engajamentos que fixem a moral verdadeira. Algo que sempre vou martelar enquanto o oposto fizer o mesmo assim como repetir a exaustão mentiras. Minha luta não é contra um homem, mas a hipocrisia, discriminação, desigualdade, covardia, opressão e mentira seja de quem for e onde for, assim como todas as suas ferramentas, sofismas, mecanismos e meios através da mesquinhez do ódio, inveja e ganância.

O combate de pena das letras contra forças demagógicas da mentira, engano e antiética tem que se expressar em todas as áreas de minha vida como filosofia de vida, compartilhando as minhas privações e injustiças sofridas por aqueles que buscam legitimação através da calúnia. Criticar tudo que é maligno, doentio e imoral deve ser o único objetivo para um mundo realmente melhor. Militar uma causa o combate deve ser continuo, por abaixo assinados, divulgação e criticas ininterruptas ante aqueles que anseiam roubar não somente a dignidade humana, mas minha voz. Ficarei nesse viés sempre, independente das calúnias, enquanto a segregação me for um fantasma pois minha vida e historia faz parte de minha expressão literária principalmente se mal me fizerem por ela.

Não me curvo a uns bandos o qual a fonte de poder é a promoção de toda sorte de crimes, de calúnias, fraudes, exploração sexual, estupros, pedófila, homicídios, ameaças e sequestros para achar que pode me dar sermão sobre bandidagem e determinar o que eu sou. Enquanto acharem que meus direitos são discutíveis discutirei os crimes destes, por mais oculto que sejam.

Trecho dos apêndices de 'Herdeiros do Caos'.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Primeira Capa de 'Herdeiros do Caos'

Divulgo a seguir a primeira capa do projeto literário 'Herdeiros do Caos' de minha autoria. O livro é a sequência definitiva de 'Herdeiros do Destino' e expressa seu diametral oposto, a rival da Ordem dos Ventos, a Ordem do Caos. Clique na imagem para ampliar.


domingo, 1 de outubro de 2017

A Insidiosa Agenda Oculta



Minha maior ambição política é desmontar e desconstruir os sofismas do poder! Seja ele em conluio ou a olhos vistos. Às vezes parece que esquerda e direita fazem movimentos sincronizados como se algo acima deles coordenassem alguns objetivos em comuns, ainda que aparentemente antagônicos. O duplo padrão moral está presente nos dois lados cada qual muito raramente enxergando seus próprios erros e defeitos, apenas uma mente que pense de fora destes seria capaz de vê-los realmente como são. Tenho respaldo. Por exemplo, o bilionário George Soros investindo mares de dinheiro em movimentos e ongs de esquerda faz parte do Bildenberg, o mais elitista e capitalista grupo de poderosos fechado do mundo. Daí deduzo algumas coisas como a técnica liberal para cessar o proletariado: impedir que tenha prole, e nada mais hábil para isto do que destruir a família tradicional.  

Desses indícios de sincronicidade esquerda-direita seria possível contemplar a convergência de um sistema híbrido emergente que usará dessas sincronicidades como prerrogativa de sua emergência gradual com pretensas globais, mas que o mister não consistirá no melhor de dois mundos, mas uma cruel mescla do pior do comunismo com capitalismo elitista e neoliberal.

Um exemplo dessa agenda vejo sobre o movimento gay. Você tem direito de ser gay, você tem direito de ser hetero, o nome disto é lei de liberdade sexual. Mas quando transformam esse direito em dever se torna opressivo e abusivo, ninguém deve ser obrigado a ser gay ou ser hetero. Uma das diferenças mais vivas entre opressão e liberdade é transformar o direito em dever. E eles usam de sutilezas para tais tipos de inversões.

Sobretudo o desejo de impor a vontade de minorias sobre a maioria nada mais é que a elitização do mesmo, pois não é isto que as elites já fazem há séculos? Não se elitiza discriminados, pois assim o problema não é resolvido apenas muda de lado. Cria-se leis que garanta a reserva de seus direitos e oportunidades iguais, não mais do que isto.

Porém, a agenda elitista e oculta iniciou-se com o homossexualismo pois era o mais fácil por ser uma tendência assim como da abolição da escravatura, todavia a ambição maior é tornar natural o doentio ao seguir a agenda com a promoção da pedofilia, zoofilia e mesmo canibalismo. O objetivo sem dúvidas é a aniquilação da moralidade humana e seu psicológico natural ao hiperssexualizar crianças e tornar adultos em pansexuais igualando gêneros por baixo, promiscuamente. O objetivo final é a subjugação da liberdade humana desfigurando tudo que nos fazem humanos, a dominação absoluta.
Digo agenda elitista pois basta ver os patrocinadores de eventos e exposições, normalmente bancos e grandes corporações, que seria como se tomado por um ódio ocultista – a religião deles - contra a humanidade estes buscassem transformar a humanidade em outra espécie por não suportar sua natureza livre e sua mente naturalmente moral.

Trechos de 'Confissões de uma Mente Autista' de Gerson Machado de Avillez.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Conto na Revista Litera Livre

Presente em todas as seis edições, conto 'Guardiões do Futuro' de minha autoria na quinta edição da Revista Litera Livre, pág.55. Baixe gratuitamente seu exemplar e leia! Clique aqui para acessar a página.


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Críticas ao 'Manifesto Comunista'

Trecho do livro 'Confissões de uma mente autista'. O livro que compõe uma série de comentários e críticas do autor Gerson Machado de Avillez é uma espécie de segundo volume de sua autobiografia.

O 'Manifesto do Partido Comunista' surgiu como uma resposta ao efeito colateral da revolução industrial, o proletariado e as desigualdades perpetradas pela nova burguesia, uma evolução do que levou a revolução francesa. Naturalmente que assim em tempos atuais as ideias propostas demonstraram-se com uma certa defasagem ainda que tenha tocado problemas ainda hoje presentes. Todavia as propostas soluções aparenta não ter alcançado os objetivos almejados na resolução dos problemas propostos demonstrando-se ineficazes na prática, quando não resultando em outros problemas tão graves quanto, ou até mesmo mais. O resultado visto em ditadoras comunistas é funesto, demonstrando que o problema instaura-se não em sua exacerbação radical, mas crítica. Não se substitui opressão por opressão, o duplo padrão moral que permeia hoje todos os lados é uma viva condição do fracasso socialista.
A diferença entre libertar e conquistar é o que explica o motivo pelo qual nenhum revolução deu certo a longo prazo na história humana, todas elas começam fazendo o primeiro e terminam apenas com o segundo, de modo a configura apenas mais uma luta de classes como o próprio manifesto acusa. Por isto talvez uma das saídas sejam a dissolução do radicalismo fomentando-se como crítica e oposição ao corrupto poder vigente demonstrando resistência aos retrocessos e instaurando gradual social-democracia. Abaixo uma lista de atitudes que a médio e longo prazo poderia surtir efeitos positivos na diminuição das desigualdades:

- Promover a transformação de toda mão de obra barata em automatizada e robotizada e instituir uma lei que obrigue cursar até o ensino médio;
- Elevar o piso salarial da mão de obra técnica e especializada e eliminar privatizações e trabalho terceirizado;
- Cobrar mais das grandes empresas e anistiar alguns casos de dívidas de pequenos empresários;
- Não permitir que os bancos controlem a economia e o capitalismo, forjando, se necessário, a intervenção estatal no mercado de ações e capitalismo;
- Incentivar maior acesso ao ensino superior com maior número de bolsas;

sábado, 29 de julho de 2017

Conto na Quarta Edição da Revista Litera Livre

Sobrevivi para contar! Quarta Edição da Revista Litera Livre, conto Perfeita Utopia de Gerson Machado de Avillez, página 123. Clique aqui para baixar seu exemplar!




Dicas Para uma Vida Plena

Abaixo separo alguns itens o qual considero imprescritíveis a quem quiser ter uma vida melhor, trecho extraído do segundo volume de minha autobiografia, 'Confissões de Uma Mente Autista'.
 
— Todos os dias são bons, não seus humores: Todo dia tem seu valor, ainda que valores diferentes, sem uma quinta não haveria sexta assim como após o domingo vem a segunda, ou seja, um dia bom não vem sem ter acontecido um aparentemente mal.
— Faça das suas feridas seu valor como a ostra torna a sua em pérola.
— Você apenas é derrotado quando aceita isto desistindo. A impossibilidade é a doutrina do pessimismo negativo.
— Não deixe que digam quem você é, você não é definido pelo que te fazem, por isso faça o que você acha que seja.
— O único sucesso inaceitável é o que destrói alheios para vencer.
— Você apenas é responsável pelo que faz, não pelo que fazem por sua causa.
— Não importa quantas vezes você caia, mas sim quantas vezes é capaz de se levantar.

    O primeiro passo para a felicidade é valorizar-se, a contramão da felicidade é desistir de seus sonhos. Abandonar meus sonhos e talentos significa abandonar o que sou, trair-me, lutar significa nunca aprender a ser um derrotado. De todas as coisas a que nunca serei capaz de aprender. Pesa o que te empurra pra baixo, mas os sonhos e vocações lhe são asas, pois a gravidade que é igual para todos. Se me perguntarem como vou indo, digo que normalmente de bicicleta, algumas vezes de towner, as vezes de ônibus, mas sempre nas estradas da vida tentando chegar ao meu destino, a felicidade.
    Mas quando o mais perto que pobre segregado chega da felicidade é o antidepressivo, o abismo no caminho não permite prosseguir, então, quando seus direitos não são respeitados a cidadania deve ser exercida com agressividade. O melhor ativismo é aquele o qual se usa a própria vida como exemplo de luta.